0

Prefeitura de Timbiras concede ajuda financeira e de transporte para retiros espirituais no período carnavalesco

retiro

O prefeito de Timbiras, Dr. Antonio Borba, se reuniu na manhã desta sexta-feira (24/02) com líderes religiosos para tratar da ajuda de custo para os Retiros espirituais no período do carnaval. A prefeitura disponibilizou veículos para o transporte dos grupos até o local destino, além de ajuda financeira a todos.

Dos líderes, o prefeito ouviu reivindicações e se comprometeu em ajudar em um projeto específico que vise buscar recursos para custear despesas dessa natureza para os próximos anos e prometeu uma melhor estrutura para 2018.

Ao final da reunião, Dr. Antonio Borba, desejou uma ótima viagem a todos e excelentes trabalhos espirituais nos vários locais onde acontecerão os Retiros.

0

EFICIÊNCIA: Recuperação da ponte do Campestre dos Alvins é concluída com sucesso

ponte campestre

A Prefeitura de Timbiras, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura, concluiu a reforma da Ponte do povoado Campestre dos Alvins.

O vice-prefeito Neguinho das Flores esteve à frente da coordenação desse trabalho de recuperação, e para ele, esta ponte é fundamental para o escoamento da produção agrícola em Timbiras. “Esta ponte está localizada em uma das principais estradas da zona rural do município, com grande tráfego da produção agrícola daquela região e vai beneficiar centenas de agricultores e moradores que trafegam por ela diariamente” – afirma.

0

Wilson Vieira destaca o empenho do governo municipal em recuperar pontes na zona rural.

O presidente da Câmara Municipal, o vereador Wilson Vieira, na sessão desta segunda-feira, 20, elogiou o trabalho do poder executivo quanto à recuperação da ponte do povoado Campestre. O parlamentar ainda destacou a participação efetiva do vice- prefeito Neguinho das Flores e da comunidade que contribuiu muito para que esse trabalho fosse feito com êxito.

Wilson também comentou sobre sua viagem a São Luis para participar de evento promovido pelo TCE e SEBRAE sobre prestação de contas para gestores de câmaras municipais.

Ver pronunciamento completo:

0

Dr. Antonio Borba participa de inaugurações em Coroatá com a presença do governador Flávio Dino.

b1

O prefeito de Timbiras, Dr. Antonio Borba, esteve presente nesta terça-feira, 21, na cidade de Coroatá, onde o governador Flávio Dino fez a entrega oficial à população daquele município de uma unidade do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema).

O Iema vai atender também estudantes de cidades próximas como Timbiras, sendo o passo inicial para estabelecer e fortalecer a educação técnico-profissionalizante na região.

Na avaliação do prefeito de Coroatá, Luís de Amovelar Filho, a implantação da unidade é a concretização de uma demanda da população e representa o avanço para um futuro mais promissor. “Parabenizo o governador por essa gestão parceira e que vem fazendo as coisas andarem. Antes, o município era impedido de crescer e avançar e, agora, com a gestão da mudança, o desenvolvimento se mostra em áreas de importância para nossa cidade”, pontuou o prefeito.

“Participar de eventos como esse é muito importante, por que além do contato com as autoridades estaduais e outros Gestores municipais, temos também a chance de reivindicar benefícios para nossa gente”, disse Dr. Antonio Borba, prefeito de Timbiras.

b3

b2

FONTE: ASSCOM – Prefeitura de Timbiras

0

Vereador Junão pede urgência na solução do problema da iluminação pública do São Raimundo e Anjo da Guarda.

Na sessão desta segunda-feira, 20/02, o vereador Junão Queiroz solicitou através de Pedido de Providência, que o executivo através do seu departamento de iluminação pública solucione o problema da iluminação pública nos bairros Anjo da Guarda e São Raimundo.

O parlamentar reforçou ainda a necessidade urgente da reabertura do forró da terceira idade, pois são inúmeros os pedidos que chegam até ele sobre essa questão.

Ver pronunciamento completo:

0

Secretaria de Juventude e as 10 equipes participantes definiram hoje como será o Peladão 2017

Na manha de hoje (21/02), a secretaria de Juventude, através do departamento de Esportes, fez a entrega a cada um dos 10 representantes das equipes que participarão do Torneio Humberto Carlos, das fichas de inscrição, da tabela dos jogos e do regulamento do Peladão 2017.

O torneio começará no dia 05 de março e terminará dia 1º de maio de 2017 e a premiação será assim distribuída:

Campeão: R$ 4.000,00
Vice-Campeão: R$ 2.000,00
Terceiro lugar: 1.000,00

O artilheiro, o melhor goleiro e o jogador revelação da competição ganharão R$ 100,00 cada um.

CONFIRA TABELA COMPLETA

3r

4 e 5r

6 a 9r

semi final

VEJA REGULAMENTO COMPLETO DA COMPETIÇÃO

Art. 1º – O XXX Torneio de pelada “Humberto Carlos de Sousa” Peladão/2017 será disputado pelas seguintes agremiações:
– Barcelona
– Foto Canuto
– Horta
– Mutirão
– Vila Nova
– Palmeiras
– Petrocam
– Pirambú
– Nápoli Atlético Clube
– Santarém

Art. 2º – O PELADÃO 2017 será organizado pela Secretária Municipal de Juventude e Esporte, patrocinado pela Prefeitura Municipal de Timbiras.

Art. 3º – O PELADÃO 2017 terá seu inicio no dia 05 de março e seu término no dia 01 de maio.

PARAGRAFO ÚNICO – Todas as equipes participantes do torneio PELADAO 2017 deverão comparecer ao local e horário determinado pela comissão organizadora para partirem em caminhada até o local onde acontecerão às partidas de futebol. O não cumprimento, acarretara na perca de um (01) ponto para a equipe que infringir este inciso.

Art. 4º – Cada associação participante do referido torneio é obrigado a submeter-se aos sistema de decesso na forma estabelecida por este regulamento.
PARAGRAFO ÚNICO – Que as duas ultimas equipes colocadas na contagem geral de pontos serão rebaixadas.

Art. 5º – O PELADÃO 2017 será disputado obedecendo os seguintes critérios:
a- Em um só grupo;
b – Jogos entre si;
c – Sistemas de pontos corridos;
d – Onde as quatro equipes que obtiverem maiores números de pontos, estão classificadas para as semifinais;
e – Onde a 1ª colocada jogará com a 4ª e a segunda jogará com a 3ª colocada;
f – As duas primeiras colocadas jogarão pelo empate;
g – Na partida final, não haverá vantagens para nenhuma das equipes;
h – Por vitória a equipe somará 3(três) pontos;
i – Em caso de empate as equipes somará 1 (um) ponto;
j – Após as partidas semifinais as quatro agremiações partirão para as disputas 1º, 2º, 3º e 4º colocados sem nenhuma vantagem.

Art 6º – Os critérios para desempate são os seguintes:
a – Números de vitórias;
b – Saldo de gols;
c – Gols pro;
d – Gols negativos;
e- Confronto direto;
f – Classifica-se a equipe mais disciplinada;
g – Sorteio.

Art 7º – O jogo terá duração de 40 (quarenta) minutos, dividido em 2 (dois) tempo de 20 (vinte) minutos, sem intervalo.
Art 8º – Horário dos jogos:
1ºJogo -As 8h 00min
2ºJogo -As 8h 45min
3ºJogo -As 9h 30min
4ºJogo -As 10h 15min
5ºJogo -As 11h 00min

Art 9º – Caso haja atraso por qualquer equipe, teremos uma tolerância de 5 (cinco) minutos baseado no HORÁRIO DE BRASILIA (cronometro) da organização, esgotando o tempo estipulado, a equipe infratora perderá os pontos da referida partida, que serão automaticamente computados para a outra equipe.

PARÁGRAFO ÚNICO – Se houver ausência das duas equipes, conforme artigo acima, ambas serão consideradas perdedoras.

Art 10º – A equipe que deixar de jogar uma partida será punido com o rebaixamento.

PARÁGRAFO ÚNICO – Não sofrerá punição explícita no artigo anterior a equipe que comparecer ao local do jogo com o número mínimo de 3(três) jogadores devidamente equipados com a equipagem própria da agremiação.

Art 11º-Só poderão jogar nas equipes participantes do torneio em referência, os jogadores que estiverem devidamente inscritos na ficha de inscrição do atleta e, que tenha adquirido o cartão de identificação do atleta, ambos fornecido pela Secretaria de Juventude e Esporte.
I – No ato da entrega da ficha de inscrição do atleta à comissão organizadora se faz necessário da presença da carteira de identidade, registro de nascimento ou documento de casamento de cada atleta inscrito.
II – O jogador menor de idade só poderá participar do torneio com documentos autorizados pelos pais ou responsáveis sendo que, o documento será emitido pela comissão organizadora do torneio.

Art 12º – As associações participantes poderão inscrever no máximo 17 (dezessete) atletas caracterizados amadores e 5 (cinco) membros para a comissão técnica, sendo que em cada partida só poderá ficar no banco de reserva 02 (dois) membros que deverá constar na súmula da partida, o não cumprimento do exposto acima, ocasionará a suspensão por tempo indeterminado dos membros da referida comissão.

Art 13º – Caso uma equipe não entregue à ficha de inscrição dos atletas com o número exigido, poderá a mesma inscrever jogadores no decorrer do torneio, desde que seja feita em 48 (quarenta e oito) horas antes da próxima partida.

PARÁGRAFO ÚNICO – A ficha de inscrição dos atletas deverá ser entregue à Comissão Organizadora com o número mínimo de 08 (oito) atletas. A não obediência do exposto nesse parágrafo implicará no não recebimento da ficha pela Comissão Organizadora.

Art 14º – No decorrer de uma partida, não haverá limites para entrada e saída de atletas (SUBSTITUIÇÃO).

Art 15º– Nenhuma partida poderá ser iniciada ou reiniciada com menos de 05 (cinco) jogadores. Caso isto venha a acontecer a (s) equipe (s) infratora (s) perderá (ao) o (s) pontos.

Art 16º – Se em uma partida uma equipe entrar com o número mínimo de 05 (cinco) jogadores, se um deles contundir, o árbitro aguardará 05 (cinco) minutos para sua recuperação, esgotado este tempo e o mesmo não reincorpora a sua equipe a mesma perderá os pontos da partida, mesmo que esteja vencendo o jogo.

Art 17º – Será punida com perda de pontos a equipe que:
I – Dirigente (que esteja no banco), que agredir fisicamente, moralmente juízes, bandeirinhas ou membros da Comissão Organizadora.
II – A equipe que utilizar jogadores irregulares: (jogador com 2 cartões amarelos, salvo a equipe que pagar por um dos cartões amarelos baseado no artigo 18.II, jogador com cartão vermelho, jogador que assinar duas ou mais súmulas de agremiações) para a prática do jogo.

Art 18º
– Serão punidos com uma ou mais partidas, podendo ser eliminado do torneio jogador que:
I – Agredir fisicamente ou moralmente os juízes, bandeirinhas ou membros da comissão Organizadora.
II – O jogador que levar o 2º cartão amarelo, salvo se pagar R$ 50,00 (cinquenta reais).
III – O jogador que levar 01 (um) cartão vermelho.
IV – O jogador que tirar a camisa dentro de campo, no memento de expulsão ou substituição.
V – O jogador que levar um cartão amarelo em uma partida e na mesma partida levar um cartão vermelho será eliminado o cartão amarelo que antecedeu o cartão vermelho.
VI – Atletas que agredirem moralmente a Comissão Organizadora do evento até minutos antes da partida.

PARÁGRAFO ÚNICO – Mesmo depois do término de uma partida o juiz poderá punir qualquer atleta ou dirigente por indisciplina ou qualquer tipo de agressão, desde que as mesmas sejam partidas dentro do campo de jogo.

Art 19º – Não será permitida a atuação de atletas na partida em visível estado de embriagues, bem como a permanência de dirigentes no banco dos reservas. Caso isto venha a acontecer e os mesmo sejam pivô de qualquer anormalidade na partida, ambos serão punidos, com suspensão de um ou mais jogos, e sua equipe perderá pontos da partida.

Art 20º – O atleta que se inscrever mais de uma equipe para o PELADÃO/ 2017, será automaticamente eliminado do mesmo. Desde que a ficha de inscrição tenha sido entregue à comissão Organizadora do evento.

Art 21º – Não será permitida a permanência de diretores e jogadores de qualquer equipe portando armas no banco dos reservas, caso isso venha acontecer o jogador será suspenso por tempo indeterminado, em caso do dirigente o mesmo será eliminado do torneio; se o mesmo for flagrado no banco após punição a equipe será punida com a perda de 3 (três) pontos.

Art 22º – Serão expressamente proibidos abusos de dirigentes de qualquer equipe juntos aos árbitros, auxiliares bem como a mesa da súmula. Caso isso venha acontecer, o mesmo será suspenso, podendo até ser eliminado do torneio.

Art 23º – Só poderá participar do torneio em referência, atletas timbirenses ou que residem a mais de 01 (um) ano no Município de Timbiras.

PARÁGRAFO ÚNICO
– A desobediência ao artigo acima, implicará na perda de pontos em caso de vitória ou empate.

Art 24º – Para uma partida do PELADÃO/2017, todos os jogadores de qualquer agremiação deverão está devidamente trajados uniformemente de camisas e calções sem bolso, não será permitido trajar bermudas.
I – É proibido aos jogadores durante a realização das partidas, utilizar: brincos, piercing, anéis, correntes, e qualquer outro objeto da mesma natureza, que possa comprometer a integridade física dos demais atletas.

PARAGRAFO ÚNICO: A desobediência ao exposto no artigo acima, a equipe infratora será punida com a perda dos pontos em caso de vitória ou empate.

Art 25º – Se uma equipe se achar prejudicada os recursos deverão ser encaminhados à Comissão Organizadora até 48 (quarenta e oito) horas após a partida, na qual aconteceu o prejuízo.

PARÁGRAFO ÚNICO – Se uma equipe for citada por outra em um recurso e, seja necessária prova, a equipe citada deverá apresentar essas provas, caso isto não aconteça no prazo estipulado pela Comissão Organizadora, essa perderá os pontos da partida, que serão computados automaticamente para a equipe recorrente.

Art 26º – A súmula será preenchida pelo mesário, mediante a apresentação do cartão de identificação do atleta.

PARÁGRAFO ÚNICO – A ausência do cartão de identificação do atleta vetará automaticamente seu acesso a súmula, bem como, sua atuação na partida, caso isto venha acontecer, será considerada irregularidade, a equipe infratora perderá os pontos da partida, em caso de vitória ou empate.

Art 27º – Árbitros, bandeirinhas em visível estado de embriaguez, serão vetados pela Comissão Organizadora, não podendo os mesmos atuar em partidas naquela data.

Art 28º – Os árbitros serão escalados pela Comissão Organizadora do evento.

Art 29º – Não terá tiro de meta, bolas de linha de fundo o goleiro deverá sair jogando com as mãos e bola em jogo com os pés.

PARÁGRAFO 1º – Arremesso lateral será feito com as mãos.

PARÁGRAFO 2º – Bola recuada com os pés, o goleiro não poderá pegar com a mão, arremesso lateral o goleiro não poderá pegar com as mãos.

Art 30º – A equipe que cometer 08 (oito) faltas em qualquer um dos tempos de jogo, a nona falta será cobrada um tiro livre direto na medida de 12m (doze metros).

Art 31º – Cada equipe participante do PELADÃO/2017 deverá ter sua própria bola e levar a mesma para o campo de jogo no dia de realização de suas partidas. O não cumprimento deste artigo acarretara na perca de um ponto para a equipe infratora.

PARAGRAFO UNICO – Após o termino de cada tempo de jogo depois do apito final do arbitro, será punido o jogador que, chutar a bola para fora do campo por indisciplina com o intuito de prejudicar a partida com possíveis perca de bolas, causando danos e prejuízos para a organização. O jogador ficará fora da próxima partida.

Art 32º – É vetada a participação do atleta inscrito por uma equipe classificada no torneio de acesso, jogar em outra equipe.

Art 33º – Qualquer irregularidade comprovada, que venha infringir este regulamento, cometida em uma partida por qualquer agremiação participante do torneio, a equipe infratora perderá os pontos caso vença ou empate.

Art 34º – O atleta que disputar o PELADÃO/2017 não poderá disputar o torneio de acesso/2017.

Art 35º – Ao casos omissos deste regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Art 36° – Declaro para os devidos fins de direito que estou de acordo com o exposto deste regulamento.