0

Timbirenses se mobilizam contra o fechamento do cartório eleitoral; Veja entrevista com Talles Ramyro.

Portaria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 372, de 12 de maio de 2017, pode resultar no fechamento do Cartório da 85ª Zona Eleitoral, com sede em Timbiras. O documento, assinado pelo presidente do TSE, Gilmar Mendes, aponta “a necessidade de estabelecer, neste momento, critérios e parâmetros para a adequação das demais zonas eleitorais do País à nova regulamentação, observando-se os princípios da economicidade, eficiência e efetividade”.

De acordo com a portaria, os tribunais regionais eleitorais deverão extinguir as zonas eleitorais localizadas no interior dos Estados sob sua jurisdição que não atendam a todos os parâmetros estabelecidos no artigo 3º da Resolução TSE nº 23.422, de 6 de maio de 2014. Esse documento determina que é preciso que os municípios atendam a requisitos de densidade demográfica e número mínimo de eleitores.

Em entrevista concedida a AGORA TV, o chefe do cartório eleitoral da comarca, Talles Ramyro, falou sobre os prejuízos que a comunidade teria. Para ele, caso ocorra o fechamento do órgão na cidade, o maior prejuízo será em relação ao atendimento presencial dos eleitores, que terão de deslocar a outra cidade sempre que necessitarem resolver algum assunto. Além disso, em eleições municipais, em que os ânimos costumam se acirrar, a ausência de um juiz eleitoral e de um promotor de Justiça eleitoral na maior parte da campanha pode resultar numa fiscalização menos eficiente.

A portaria do TSE estabelece que os eleitores das zonas eleitorais extintas deverão ser redistribuídos para as zonas eleitorais cuja localização privilegie o acesso dos eleitores redistribuídos, preferencialmente sem que haja alterações em seus locais de votação.

Assista entrevista completa: